Representação Social e Formação de Professores de Ciências

Autores

  • Heloisa Fernanda Ortencio Negri
  • Camila Brito Galvão
  • Carlos Alberto de Oliveira Magalhães Junior
  • Cristiano Domingues da Silva

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2015v16n1p29-33

Resumo

Embora os licenciandos, ao ingressarem em um curso superior, já possuam uma representação social sobre a profissão docente, essas representações podem servir como barreira para que novas técnicas de ensino sejam transpostas para a educação básica. O objetivo desta pesquisa foi investigar as representações que os graduandos do Curso de Licenciatura Plena em Ciências compartilham sobre a atividade docente na área de ciências. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados entrevistas do tipo semiestruturadas, analisadas nos pressupostos da análise de conteúdo. Pode-se perceber que as representações das licenciandas pesquisadas estão pautadas na visão de que ser bom professor vai além de saber o conteúdo a ser ministrado, rompendo com a concepção conteudista de ensino. Além disso, os discursos das entrevistadas mostram a vontade de inovações ao assumirem a profissão, aliada à necessidade de desvincular do ensino meramente tradicional.

Downloads

Publicado

2015-07-01

Como Citar

ORTENCIO NEGRI, H. F.; GALVÃO, C. B.; MAGALHÃES JUNIOR, C. A. de O.; DA SILVA, C. D. Representação Social e Formação de Professores de Ciências. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 29–33, 2015. DOI: 10.17921/2447-8733.2015v16n1p29-33. Disponível em: https://revistaensinoeeducacao.pgsscogna.com.br/ensino/article/view/335. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos